"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

terça-feira, 21 de agosto de 2012

O Poder da Escolha



Como seres humanos, gozamos de livre arbítrio: o poder de escolha. Como conseqüência, nosso destino se redefine a cada momento.
Quando Bill Clinton perguntou a Nelson Mandela se sentia ódio por seus opressores, ele respondeu: “Me dei conta de que se eu continuasse a odiá-los, agora que saí da prisão, continuaria prisioneiro. Assim escolhi ser livre”.
Na busca da paz, existe algo de muito concreto que todos nós podemos contribuir. A cada momento podemos fazer uma escolha: escolher descansar na paz duradoura que existe dentro de nós mesmos, nesse exato momento e a qual ninguém pode nos tomar.
Da mesma maneira que ao aprendemos a depender do nosso ambiente nos enchemos de medo, podemos aprender a depender do nosso estado interior e encontrar uma segurança que é inviolável e permanente. Vamos encher nossa vida pessoal com paz, honestidade e transparência; isso vai contribuir para a paz mundial mais do que qualquer guerra.
Em nossa sociedade, geralmente respondemos as mudanças enterrando a cabeça na areia. Fazemos de conta que não existem. Nos tornamos rígidos, buscando a permanência ilusória da rotina para nos sentirmos seguros e no controle. Muitos de nós passamos a vida construindo a ilusão de um ambiente estável: uma carreira confiável, um casamento sólido e segurança financeira.
Não existe nada de mal em buscar o êxito material, uma relação estável, mas se nosso sentido de segurança depende dessa coisas, estamos construindo nossa casa sobre uma base frágil. Por mais que tratamos de ignorá-lo, não estamos no controle desse mundo errático e nunca estaremos. Quando nos damos conta da impossibilidade da permanência externa, então podemos começar cultivar a única coisa que pode dar autêntica segurança: a paz interior.

Isha (texto extraído do blog.isha.com)

Escolher é algo muito poderoso, mas também muito temeroso. Vocês já pararam para pensar que quando escolhemos alguma coisa, além de estarmos abrindo mão de outra, estamos também nos responsabilizando por essa escolha.
Para mim durante muito tempo na vida vida fazer escolhas era algo muito difícil. Ainda hoje, eventualmente me pego tentando analisar todos os ângulos antes de fazer a mais simples escolha. Da escolha do esmalte (gente tem cor demais) ao prato do restaurante, me pego tentando fazer a melhor escolha, a escolha perfeita.
Então me dou conta que a escolha é sempre perfeita. Porque até quando escolho não escolher, estou fazendo uma escolha. É impossível não escolher.
Então por que tanta dificuldade ?
Para mim, por trás da minha dificuldade em escolher, está o medo de errar. E o medo de ser responsável pelo meu erro, esse é o pior. E tem ainda o medo de não poder mudar a escolha feita, esse é terrível.
A única solução que encontrei foi não levar tão à sério as escolhas. Sabendo que posso escolher outra coisa a qualquer momento se não estiver satisfeita com a primeira escolha. Que as escolhas mesmo as mais acertadas, podem mudar com o tempo, e que a maioria das escolhas nem são tão importantes, na verdade tanto faz o que você escolhe, porque não existe garantia da escolha perfeita.
O que realmente é importante é como vou reagir a cada coisa escolhida. Aí sim, posso fazer uma escolha consciente como a do Mandela, porque como vamos reagir a cada escolha é nossa decisão e nossa responsabilidade. Esse é o verdadeiro poder da escolha.
Boa semana e boas escolhas,

Sonia Duarte









Nenhum comentário:

Postar um comentário