"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

terça-feira, 29 de junho de 2010

Abrindo- se a receber



Fale mais e nos dê dicas sobre isso que você diz sobre a rendição.

A rendição é simples porque quando você está resistindo é exatamente o oposto. Você está se agarrando, está lutando, está tentando demosntrar seu ponto de vista, está tentando mostrar que você está certo... Esses são os comportamentos da resistência. "Eu não sou assim. Eu sou assim. Eu não posso fazer isso. Eu não faço isso. Eu não sou assim.." blábláblá... Eu, Eu, Eu, Eu... Ok? A rendição solta, deixa ir. Deixa ir a batalha, a luta, e se rende à uma escolha mais elevada. Se rende dentro da alegria. Ok. Deixo ir. Me ancoro no amor e confio. E vou fluir. E instantaneamente você se sente melhor. Então "Ah! Eu posso encontrar a alegria nisso." As pessoas acreditam que os altos níveis de consciência são como viver em Fantasia (filme da Disney) porque tudo sai perfeito e tudo aquilo que você quer está aqui, e não é assim. É uma forma de ser dentro da experiência humana. Essa capacidade de fluir, essa alegria, essa rendição. Inclusive nas situações mais complexas. É essa capacidade que te dá liberdade. Eu digo a minha verdade e então eu deixo ir. Mas não daquele lugar de "Oh... ok... esse é meu fardo... vou me render a isso..." (tom desanimado) Não é assim. "Ok! Eu posso soltar isso. Eu posso mudar." E quanto mais rápido você puder fazer isso, mais oportunidades se abrem. Porque quando você está tão restrito e tão rígido não há fluir. Mas quando você se abre a fluir o Universo te traz todas as respostas e todos os caminhos se abrem e eles são muito claros. E logo você pode escolher. Quando você está assim (rejeitando) você coloca um bloqueio aí e nada entra. Você não está aberto a receber. Mas temos essas idéias. "Se eu me rendo, eu perco a minha individualidade. Perco a minha personalidade. Alguém mais vai estar me controlando. Então eu tenho que lutar. Tenho que manter meus direitos." E essa é outra idéia. É outra idéia. Você diz sua verdade e então você deixa ir. E quando você se transforma em consciência, você pode se render a qualquer coisa porque não é importante em realidade. "Oh! Eu posso encontrar alegria nisso. E posso encontrar alegria naquilo também." É uma escolha.

Tradução: Gláucia Jordânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário