"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Tomando responsabilidade por sua vida



A liberdade mais grandiosa é a maturidade absoluta. Eu já disse isso um milhão de vezes mas quando eu tinha 12 anos a diretora da minha escola decidiu fazer uma reunião com todas as garotas da minha série. E nos convidou para irmos a seu escritório. E disse: "Você é responsável por tudo em sua vida." Disse isso a todas nós. "Você nunca pode culpar seus amigos. Suas circunstâncias externas nunca são responsáveis. Sua felicidade, seu sucesso, sua vida... são sua própria responsabilidade." E nós todas ficamos assim "Anham... Ok... O que significa isso?" Levei muito tempo para me dar conta do que aquilo significava. Levou até que eu tivesse 34 anos. Porque é tão fácil sempre estar responsabilizando alguém mais. "Ah! É culpa do meu marido eu não ser feliz.", "Ah! É culpa de minha situação financeira eu não ser feliz.", "Ah! Eu não fui à universidade e por isso não sou feliz.", "Ah! Eu não tive filhos. Por isso não sou feliz.", "Eu não fiz isso, eu não fiz aquilo.", "Eu não tenho isso. Eu não tenho aquilo.", "Você continua fazendo isso comigo. Se você se comportasse de forma diferente, então eu seria feliz." E as desculpas, assim como o amor, são ilimitadas. Estão em toda parte. O país, o governo, o entorno, ... DEUS! Na realidade não há limites para quem você pode culpar. Não é verdade? Sim. É ótimo. Podemos culpar a todos. Mas por acaso culpar a todos nos faz felizes? Não. Então quando eu começo a tomar responsabilidade, ao invés de sempre culpar a alguém mais, começo a me sentir mais completo. E então eu começo a fazer escolhas. Escolhas que trazem mais amor. Porque quando sou responsável, minhas escolhas são importantes. Quando estou me transformando no amor, nutrir esse amor é importante. Porque essa é a coisa mais importante. Não ser uma vítima. Não culpar a todos os outros. Mas nutrir esse amor. Se eu cedo e concordo e me abandono, de quem é a responsabilidade? É minha. É minha escolha. Assim eu abraço isso e encontro a alegria, ou eu mudo. Mas se você está eternamente culpando algo externo por sua miséria, você não vai ser feliz, porque sempre haverá algo errado. Quando você se transforma no amor e começa a fluir, o "errado" desaparece. E você abraça tudo. E você flui. E usa tudo como uma ferramenta para ser mais amor. Um criador mestre. Isso é ser um criador mestre. "Nesse momento, eu me rendo. E encontro a alegria." É fácil. Jesus fez isso. Porque não você?

Tradução: Gláucia Jordânia

Nenhum comentário:

Postar um comentário