"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

domingo, 17 de abril de 2011

A CARÊNCIA, SOMENTE A UM PASSO DA ABUNDÂNCIA


Autora: Isha


O consumismo nos bombardea e nos instiga a um sentimento de carência. Além do que temos no banco ou no bolso, predomina uma percepção interna que nos diz: "Não tenho o suficiente". "Nunca haverá o suficiente". "Tenho que cuidar do que é meu". Esta ação sempre está ativada por proteção e esta proteção está criando o sentimento de que sou pequeno, que o que eu faço é limitado.
Sempre esta ação de proteger ou guardar nos leva a criar menos e temos que ver este aspecto nosso que tende a focar no que falta, na carência e que nem sempre tem relação com o material. E o que vem com isto? Sempre acompanha a queixa: "Não é suficiente o amor que você me dá!" "Não tenho suficiente dinheiro ou não há suficiente de alguma outra coisa que eu quero!" "Não há suficiente beleza!" Não há suficiente oportunidade!" E isto nunca acaba. Se você se queixa pelo que falta, isto cresce, cresce e cresce.
Mas o que acontece se a pessoa aprecia? O que acontece? A energia muda e vai em outra direção e isto é o que cresce. Justamente esta manhã falava com um de meus assistentes e lhe dizia: "Aprecia as pessoas que trabalham com você e deste modo, está escolhendo um comportmento abundante em você e nos outros. Logo, vai ver como isto vai se transformar, porque inspirará os outros desde um lugar de abundância. Mas para isto, primeiro tem que transformar-se na abundância".
Então, observa suas ações: Em que está se focando? Está focado em apreciar? No louvor, no amor, na gratidão? Está focado no copo cheio ou está focado naquilo que está mal, naquilo que falta, no copo meio vazio? Se você está fazendo isto, nunca nada será suficiente. Quando você se foca na carência, no que falta, o medo é tão grande, tão grande que nunca haverá suficiente, nunca nada preencherá o que falta.
Você tem que poder ver isto. E o mesmo acontece com suas ações: direcione-as de forma que se abram a dar e como consequência, serão abundantes para receber também. Por exemplo: aonde posso dar mais, para assim poder ser mais? Em lugar de estar protegendo as limitações, pensando e atuando: "Não, não posso dar mais, estou exausta! Se dou mais, as pessoas não vão me valorizar, se aproveitarão!" Vê como o medo está falando aqui? Medo a que te tomem, medo a não ser valorizado, medo, medo, medo.
Cada um de vocês pode começar a transformar isto, mudar seu foco pessoal, eliminar os medos que obstruem o fluir, pois este fluir é naturalmente ilimitado. O universo só quer dar e sempre está trazendo tudo para você! Mas, você não recebe se está fechado. O medo te fecha a receber amor.
Por isto, desta vez quero convidá-lo a uma ação: somente dar. A dar desde um lugar de abundância e amor também e assim você mesmo se transformará na abundância. E se sente que ainda não é abundante, faça de conta que é, e pratica dando! Dando sua energia! Dando seu tempo! Dando seu amor abundantemente!
Não temos que ir muito longe para encontrar lugares em que podemos dar. Em pouco tempo você poderá sentir a intensidade que experimentas quando está aberto e desta forma você se transformará, a partir de uma ação compartilhada, por aqui e por alí, no seu estado de ser: o fluxo constante da abundância.



Texto enviado por M.Valéria Guimarães

Lindo texto Valéria, muito obrigada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário