"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

quinta-feira, 26 de maio de 2011

DEPOIMENTO DE FABIANA NOS 4 MESES EM LA I

Olá queridos,

Saudações desde La I - Uruguai! Como estão todos? Saudadeeees!
Completei ontem 4 meses dos 6. U-huuuuu! Vim compartilhar um pouco da minha experiência com vocês. Tentarei colocar em palavras sabendo que elas não são capazes de transmitir completamente tudo o que tenho vivido... Que é... UAU!
Sinto-me muito bem! Super-bem, melhor dizendo.
Minha coluna que antes andava ruim agora já não dói. Era estresse! kkkkkkkkkk
Tô pesando 51,400Kg!!! Praticamente uma Gisele Bündchen! Kkkkkkkkkkkk Não é para tanto, mas olha que tô ADORANDO estar assim magrinha. Tudo bem que precisava malhar um pouco porque os músculos (quais??? kkkkkk) estão parece gelatina. Ando de bicicleta por todos os lados. Tenho feito passeios incríveis!! (apesar do friiiiiiio) O céu daqui me lembra (um pouco) o de Brasília com suas cores. E tenho feito os 5 Exercícios Tibetanos que me estão ajudando a tonificar meu corpitcho. Mas esse não é o foco.
Já percebo quando saio de meu corpo e assim posso voltar e ancorar-me novamente. Claro que ainda me exalto, e não há nada mal com isso, mas só se expande a consciência estando ancorado, intonces...
Temos feito o exercício da consciência, em geral, uma hora por dia. E isso tem feito muita diferença. Antes eu não gostava de fazê-lo, achava chato... Sem graça... Mas um dia Sankara, em um meeting, nos disse que esse exercício servia para que identificássemos nossa experiência de consciência e aprendêssemos a reconhecê-la, para que ao longo do dia pudéssemos retornar à ela enquanto estamos fazendo algo. Assim, além de pensar a faceta com os olhos abertos, podemos também nos enfocar nesse espaço interno. Isso é o “enfocar-se no amor-consciência”, segundo passo do Sistema.
E agora é bem gostoso de fazer! Como posso explicar pra vocês? Humm... Inicialmente é sentir as batidas do coração... Tum-tum... Tum-tum... Depois sinto um calorzinho no peito... Às vezes vem uma vibração também... Mas isso é só uma forma mais fácil de eu ir identificando minha experiência (cada um identifica de uma forma e isso também vai mudando ao longo da prática) porque na verdade ela não é isso. É só o vazio... o silêncio... a paz que está dentro... e que sempre está. E que nos esquecemos dela. Em geral estamos sempre em nossa cabeça... em nossas idéias... em nossas histórias... em nossos dramas... E nos esquecemos de voltar ao coração. Nos momentos em que consigo conectar-me a ela é bem legal.
Em serviço me sinto mais presente, mais consciente de meu universo, cada vez me perco menos no fazer.
Me sinto conectada, amorosa e também cada vez mais direta ao falar minha verdade. Isso às vezes é confrontante... Ufa... Ainda me custa... Mas me empurro a fazê-lo.
Tô fazendo diariamente o exercício do espelho (olhar-se nos olhos durante 10 minutos pensando a 3a faceta), lendo os compromissos de estudantes e as cartas de Isha "para ler antes do meeting" e a de “vítima ou criador”. Também tem ajudado muito.
Estou percebendo estes lugares dentro de mim onde me coloco pequenina para não assumir responsabilidades. E decidi fixar-me em meu poder, em minha grandeza. Já está. Chega de abandonar-me. Quando percebo que caí neste buraco, sacudo a poeira, procuro soltar o julgamento quando vem e volto a pensar a faceta.
Tenho movido estresse de coisas antigas também. Às vezes vou expressar por causa de algo pequeno, como alguém que me olhou feio (sei lá, qualquer coisa que me mova) e depois sái um caminhão de medos antigos e tristezas represadas. É impressionante perceber como acumulamos emoções sem nos darmos conta. E que basta nos enfocarmos na energia do amor que as coisas velhas e agora inúteis vão saindo sozinhas. GALERAAAAA: o foco é na CONSCIÊNCIA, não é no estresse! Mover estresse é só limpar a casa para vivermos bem nela.
O mais impressionante disso tudo é experienciar, vivenciar, que de fato, tudo, TUDO, galera, está dentro de nós: a cura, o amor, a felicidade, a paz, a alegria e que nossa mente é uma máquina desenhada para pensar, pensar, pensaaaaaar e para nos fazer sofrer. E para sair do seu domínio basta nos enfocarmos em nosso coração. Nem necessitamos tentar parar a mente, porque isso é impossível, mas nos enfocarmos na consciência, na paz, no silêncio, no amor que está dentro de cada um de nós.
Este lugar aqui vibra em tão alta vibração de amor que é comovente! Os mestres são incansáveis e muito amorosos. Os meetings são incríveis! Sada está fantástica! Está a cada dia mais amorosa. O amor às vezes vem de forma firme e dura, que atordoa a alguns algumas vezes, mas continua sendo amor.
Sigo aqui em meu processo. Vocês continuam aí, mas em meu coração aqui comigo.
Mando uns textos que ajudei a corrigir. Ahhh!!! Tô até traduzindo em alguns meetings quando vem brasileiros! (Te mete!) kkkkkkk Meu espanhol tá uma beleeeeeza.
E vocês, por que não vem em julho para os megas? Vão ter 3 megas seguidos! (8 a 15, 15 a 22 e 22 a 29/julho). 3 semanas de darshans é simplesmente fechar meu processo com chave de ouro!!! Minha passagem tá marcada para 2/agosto.
Venham! Venham!!!
E vocês, como estão? Não consigo responder a cada um depois... Não há tempo. Mas me contem como estão. E as reuniões? Quem tem ido?
Amo vocês!

Fabi
(Fabiana Lopes Simões - Coordenadora de Brasília)

Adorei Fabi!
Obrigadíssima

Nenhum comentário:

Postar um comentário