"Você é o que escolhe ser. Escolha o amor." Isha

terça-feira, 31 de maio de 2011

VELAS E REMOS- GERALDO COMPARTILHANDO

Falando em sonhos e em projetos de vida, todos os dias eu me pergunto: qual é o meu sonho? O quê é que eu quero fazer?
Algumas vezes a resposta vem com clareza e certeza e algumas vezes a resposta ainda está obscura, encoberta por uma névoa de incerteza e dúvida. Neste último caso, eu preciso aguardar até que se esclareça, como um pescador que espera o peixe morder a isca.
Quando tenho clareza do que quero fazer, é como se começasse uma viagem de barco. Aí conto com velas e remos. As velas são para aproveitar tudo que tenho a meu favor: o apoio dos amigos e família, minha curiosidade e o entusiasmo por me entregar a algo que me alimente a criatividade, as emoções, algo que me obrigue a sair da zona de conforto e me empurrar a caminhar por uma nova trilha.
Os remos são para que eu insista mesmo quando me falta o vento. Quando o medo ou a minha cabeça queiram me fazer caminhar de volta para minha zona confortável, sem muita cor ou brilho: os mesmos padrões de mediocridade e falta de originalidade e presença. Sei que isso não me leva adiante em meu barco, mas tampouco me torturo quando me flagro aí, me segurando nas cordas do ringue. Fico tão feliz de poder me aventurar de novo, que isso supera qualquer auto-cobrança.
Algo comum que também me passa é que algumas vezes os projetos iniciais mudam porque uma idéia nova surgiu ou porque uma primeira idéia não parece mais tão boa. A melhor forma para decidir é experimentar uma e outra idéia.
E colocar um prazo e comprometer-me com outras pessoas é outra forma de me empurrar a sair da velha zona de conforto para de novo pular no barco e começar a remar. E ajuda muito também quando outra velha companheira começa a me atormentar: a sensação de que nunca está bom o suficiente. Quando essa velhinha começa a me dizer que nada está bom, os prazos me ajudam a encontrar o melhor dentro daquele prazo. E a me lembrar que não há uma conclusão para um trabalho, estamos sempre evoluindo!
É o que eu quero compartilhar com vocês essa semana!
Um abração,
Geraldo


Texto enviado por José Geraldo Rodrigues
Obrigada Gera!

Nenhum comentário:

Postar um comentário